Aproveitamento de fogão ecológico melhora qualidade de vida das tribos indígenas

Destaques

Aproveitamento de fogão ecológico melhora qualidade de vida das tribos indígenasAlém de estar entre os cinco países com maior número de edifícios sustentáveis, o Brasil vem criando novas formas de diminuir o impacto causado no meio ambiente e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade de vida da população. Exemplo disso é o projeto dos fogões ecológicos, criados por ONG’s em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que tem como objetivo promover a segurança alimentar e nutricional da população indígena no país. Ao todo, foram mais de 50 mil indígenas favorecidos pela ideia.

Praticidade na hora de usar o fogão ecológicoA proposta veio para beneficiar locais onde é comum o uso de fogões à lenha ou até fogo no chão realizado de forma precária, causando maior poluição e concentrando gases tóxicos no ambiente. Um dos locais em que a ideia foi implantada foi a aldeia de Panambizinho, composta pela tribo guarani-kaiowá. Lá, as mulheres têm a responsabilidade de unir e alimentar a família através do fogo, que representa a purificação, possuindo um significado espiritual. Função que agora ficou mais saudável, sustentável e prática.

Economia e praticidade

O grande diferencial desse fogão é a substituição de combustíveis. No lugar da lenha grossa, difícil de ser coletada e responsável por produzir bastante fumaça, passou-se a utilizar objetos mais fáceis de ser encontrados e menos tóxicos, como graveto, folhas secas, cascas de árvore e até sabugo de milho. Deste modo, além de garantir melhor qualidade do ar, esse fogão se torna prático pelo fato de não ser necessário realizar longas jornadas para obter madeira.

Praticidade na hora de construirE enquanto os fogões à lenha tradicionais usam cimento e ferro na construção, o modelo ecológico é produzido por materiais de baixo custo e fáceis de serem encontrados na região, como tijolos de barro, argila e areia. Ele possui cobertura que protege do sol da chuva e pode ser construído em até três dias e meio. A cavidade onde é colocada a lenha possui um isolante térmico natural. Depois, a placa de argila é colocada em contato com o fogo, consegue manter-se quente por até cinco horas, economizando maior energia e possibilita o preparo de alimentos mais duros.

Sustentabilidade

A tecnologia já começou a chamar a atenção de outros países, que a consideraram um modelo sustentável qualificado, e que pode vir a ser usada em outras nações. Pois o uso desse fogão, além de eliminar a independência de fornecimento de gás, não causa impactos relacionados ao efeito estufa.

A alta eficiência energética do uso de diferentes combustíveis no lugar da lenha também diminui o desmatamento. De acordo com a ONG, 10% da madeira extraída no mundo são para uso doméstico.

A utilização do fogão ecológico diminui doenças respiratóriasQuestão de saúde

Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que um milhão e seiscentas mil pessoas morrem todo ano devido a complicações respiratórias originadas de fumaça do interior das residências, sobretudo mulheres e crianças. Na tribo dos guarani-kaiowá, a segunda maior do país, muitas crianças apresentavam doenças respiratórias devido ao antigo processo de realização de comida.

Desde a aplicação do fogão ecológico, os gases nocivos responsáveis por esses problemas são eliminados através das chaminés. Além disso, como o preparo dos alimentos ficou mais prático, é possível expandir o cardápio, melhorando dessa forma a nutrição de toda a tribo.

E então, o que acharam da iniciativa?

Fonte: PNUD Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>